QUAL É O SENTIDO DA VIDA?

Na simplicidade absoluta, no momento absoluto, significa regressar, manifestar, encarnar a Origem da nossa essência absoluta: o Amor.

Em vez de queixas, independentemente da sua forma, toma decisões.

Que os teus Sims sejam verdadeiros Sims

Que os teus “não” sejam verdadeiros “não

Segue o caminho da tua verdade mais profunda.

Caminha com paz no teu coração e com FÉ.

Chegou o momento de mudar.

Para alguns, é como atravessar o deserto. Esta viagem está aí para revelar o que precisa de “morrer” em ti, na tua vida, nos teus hábitos, nas tuas ilusões…

Sempre que algo “morre”, anuncia um renascimento, algo novo.

Não tenhas medo do desconhecido, ele revela uma parte de ti.

Tem fé em algo maior do que tu, algo que não podes e não deves controlar.

citação de Conrad CA

O amor não espera nada, não se prende a nada, não depende de nada e não pede nada. O amor não julga nada.

Ao que eu chamo “Verdade”, acrescento um sinónimo: a palavra “Amor”, para além de todos os conceitos sociais ou mesmo espirituais de amor.

citação de Conrad CA

No amor, quando se estabelece uma relação entre duas pessoas,

Não é justo pedir aos outros que te dêem o que eles próprios não podem dar,

E muito menos pedir-lhe que te dê o que não podes dar a ti próprio.

citação de Conrad CA

A sabedoria não depende de forma alguma de uma postura, ou de uma peça de vestuário.

A sabedoria depende, em grande medida, da forma como olhas para o mundo e da parte de ti que o vê.

citação de Conrad CA – LIVROSREDES SOCIAIS

O mundo é um lugar bonito quando as pessoas olham para ele com amor e fazem tudo o que podem para preservar a paz. Esta é uma responsabilidade de todos. No coração de cada coração está o amor. Esta é a maior coisa inscrita em cada ser humano.

citação de Conrad CA

E a vida diz-te: “Pára de me procurar e deixa-me ir ter contigo”.

citação de Conrad CA

E O PÃO FOI ABENÇOADO

Um estava à escuta, atento aos seus gritos, à sua raiva sem dúvida, também à sua negação

O amante amado amava-a, Ajoelhando-se, perante a eternidade, Ultrapassando tabus

Mas o outro não o via, Só o seu amor, desgraçada que era, Punha-o de joelhos

A raiva animava-a, o espírito de oposição, Com ele brincava, inconsciente do veneno

Reflexões irónicas, rindo pelo nariz, E frases ciclónicas, Gozando com o filho mais velho

E as chamas ardentes, Das suas oposições, Essas lava que surgem, Destruindo sem razão

Desvaloriza o ser, desafia a sabedoria, Que ela constantemente negava, Julgando-se sacerdotisa

Zombando do sábio, porque ela não via, Ignorando suas mensagens, e tudo o que ele era

E perdida nas suas dúvidas, Já não sabia, Já não via o caminho, Traçado pelo Altíssimo

Mas um era paciente, Consciente deste amor, Que as suas almas conheciam, Infinito, sem desvios

Aceita, sem dúvida, mas não se submete, Compreende, sem dúvida, os seus tormentos e as suas divisões

Um, cego de amor, desvia o olhar, O outro, cego de amor, afunda-se na névoa

Ironia de veneno, ou simples inconsciência, Semeou a essência, De uma amarga colheita

Uma colheita amarga, e outros tantos tormentos, Neste poderoso teatro, onde os amantes brincavam

Mas o amor prevalece, Neste tempo, neste caminho, Os corações destes amantes, Agarrados ao destino

Supera o veneno das dualidades e rivalidades, Abraça o Divino

O tempo teve as suas razões, Os campos foram semeados, E os sulcos cavados, Ricas flores

E o pão foi abençoado, o trabalho do seu amor, substituindo a negação do fruto da sua bravura.

E a paciência amorosa, Desses dois corações amorosos, Duas almas tão valentes, Vencendo tormentos

Para além dos seus problemas, Ela viu-o finalmente, Com olhos de criança, Deixando os seus fardos

Por fim, com palavras tão simples, passaram a amar-se pela mão, E sublimando a bela

Um caminho traçado, Onde quatro pés andaram, E respeitaram os seus ritmos, Fazendo Fi do egoísmo

Apenas um ouvido carinhoso, Um olhar, um sorriso, E um amor tão grande, Que nunca poderia acabar

Para “ressoar” sem razão, E não para “raciocinar”, Seus corações estavam certos Por toda a eternidade.

Citações de Conrad

Nada é nada.

O nada não é o vazio ou a não-existência. Nada “é”. ELE é a Energia manifestada.

Citação de Conrad

O PATRIMÓNIO DA VIDA

DEIXA A TUA MARCA NO MUNDO

MANTER A TERRA VIVA

EMPRÉSTIMO

OBSERVA O MUNDO

A ÁGUA E A VIDA

A PASSAGEM

FELIZ É AQUELE QUE DÁ

NÓS NO MUNDO

GRATUITO

LE MIRACLE11agosto

CICATRICE06abril

Conrad 2016©Quemsou eu de verdade?31 de março

Conrad 2016©L‘ENERGIE D’AMOUR12Feb.

Conrad 2016©CŒURET ESPRIT06févr.

Coração e mente

Conrad 2016©COMPARAÇÃOE IDENTIFICAÇÃO23Jan.

Conrad 2022©

Cette page est également disponible en : Francês Inglês Espanhol Italiano